Temas Para Wordpress: 14 Dicas Para Escolher Seu Tema Wordpress

Temas Para WordPress: Guia Para Escolher Seu Tema WordPress

Independente da finalidade, saber escolher um tema WordPress pode ajudar bastante posteriormente, especialmente quando precisar realizar manutenções e mudanças. Muitos ainda acreditam que o que diferencia um tema de outro é apenas o visual, mas existe uma série de itens que precisam ser verificados no momento de fazer a sua escolha. Além de pensar nos seus usuários e nos buscadores (como o Google) deve conferir alguns itens e funcionalidades que irão lhe ajudar no gerenciamento de seu blog ou site.

Antes de começar é legal avisar que não existirá o tema perfeito, mas que é possível evitar alguns erros e dores de cabeça no momento de escolher o seu tema WordPress.

Design e Estilo do Tema

Imagens

Os tamanhos padrões das imagens destaque e thumbnails contam bastante no momento de escolher um tema, pois fazem diferença no momento de encontrar fotos em banco de imagens e quando precisar produzir imagens para suas postagens. Cada tema utiliza uma configuração e o recomendado é procurar por um tema que tenha um padrão mais amigável.

Slides

Um tema com slides pode ser interessante, especialmente quando deseja criar um site com fins mais corporativos ou institucionais. Porém, esta funcionalidade pode gerar algumas dores de cabeça como utilizar imagens em alta resolução ou então não ser amigável no momento de configurar ou desativar.

Fique atento e faça alguns testes para saber se é possível configurar como você deseja. Outro ponto é a visualização em smartphones e tablets, que normalmente sofrem com conexões lentas para acessar a internet, passando por problemas no momento de carregar páginas com muitas imagens.

Links

Alguns desenvolvedores simplesmente não diferenciam seus links do restante do texto e os mesmos acabam ficando invisíveis. Se numa tela de desktop isto já pode ser inconveniente, imagina em telas de dispositivos móveis. Não deixe de conferir os estilos de seus links (CSS) em todas as situações, especialmente em telas com pequena resolução.

Layout Responsivo

Atualmente todos os temas são responsivos e estão preparados para dispositivos móveis, mas vale reforçar como isto é importante. Teste a visualização de seu site em smartphones, tablets e outros dispositivos móveis e veja se não tem nenhum tipo de problema para navegar. Não deixe de analisar a configuração do menu e sidebar, pois podem mudar bastante em resoluções menores.

Sidebar

A maioria dos temas conta apenas com uma barra lateral padrão (normalmente à direita). Mas pode ser interessante ter mais opções ou posições, portanto confira as configurações de sidebar de seu tema. Além disso, analise o espaço para publicidade e widgets, itens importantes quando precisar monetizar seu blog.

Opções do Tema

No painel administrativo confira se é possível trocar cores, estilo dos links, incluir perfis de redes sociais, adicionar CSS extra ou customizado, configurar o estilo das fontes, entre outros pontos que achar necessário. A ideia é saber se o tema que está escolhendo é flexível e você pode fazer diversas modificações facilmente, sem precisar alterar o código do mesmo.

Templates

É muito importante que verifique como o conteúdo é apresentado nas diversas opções: página inicial, post (single), resultado da busca, página de erro (404) e demais páginas personalizadas. É normal o desenvolvedor do tema criar páginas especiais sem sidebar (full-width) ou então com configurações especiais (formulários de contato). Enfim, dê uma conferida geral, lembrando-se de analisar o acesso feito pelos dispositivos móveis.

Temas Para WordPress: 14 Dicas Para Escolher Seu Tema WordPress

Questões Técnicas

Tradução

É normal encontrar um tema que ainda não está traduzido para o português. A boa notícia é que a tradução é bem simples e você mesmo pode fazer, não sendo este um motivo para reprovar uma escolha. No caso de não saber como, confira como traduzir um tema WordPress e faça a tradução do seu.

Tempo de Carregamento

O desempenho de suas páginas no momento de carregar é tão importante que pode influenciar o seu posicionamento nos buscadores. Citamos a questão dos slides anteriormente e este é um dos itens que podem prejudicar o carregamento. Então não deixe de checar se o tempo de carregamento de suas páginas.

Para que tenha uma ideia, confira abaixo um comparativo de um tema WordPress com e sem slides num teste feito a ferramenta GTmetrix.

Tempo de Carregamento Tema WordPress

Plugins

É compreensível que um plugin não seja compatível com o seu tema ou sua versão do WordPress. Porém, quando o seu tema necessita de uma série de plugins para funcionar é bom evitar. Isto é muito comum em temas estilo magazines, pois normalmente contam com diversos widgets para exibição de conteúdos multimídia. É indicado utilizar estes temas somente se realmente precisar destas funcionalidades para apresentar os seus conteúdos.

Widgets

Confira se o tema oferece widgets nativos e como os mesmos são dispostos no layout, pois isto pode ajudar a ganhar tempo e facilitar o gerenciamento do blog ou site. Citamos a questão da monetização e muitos temas oferecem widgets para inserir banners facilmente, inclusive o código do Google Adsense.

Páginas de Erro (404)

O tema deve ter uma página de erro e a mesma precisa ser amigável, para seus usuários e os buscadores. É legal avisar que o link acessado está incorreto ou foi removido. Se puder personalizar o conteúdo melhor ainda.

SEO: Search Engine Optimization

O tema deve estar otimizado ao máximo para os motores de busca. E o primeiro passo para saber se o mesmo está preparado para SEO é validando o código HTML. Existem plugins e sites para esta finalidade e depois de instalado pode executar e analisar se o tema apresenta erros de validação.

Claro que existem plugins de SEO para WordPress, mas com certeza não fazem todo o trabalho necessário. É recomendado estudar um pouco de otimização de sites, pois as técnicas aumentam a visibilidade de seu blog.

Extras: Funcionalidades Úteis Num Tema WordPress

É tanta coisa que pode desanimar um pouco… mas a ideia deste post é ser o mais completo possível para evitar frustrações. Então vamos completar com alguns itens interessantes num tema WordPress.

Depois de falar dos itens essenciais vamos listar algumas opções que podem lhe ajudar a decidir por um tema quando estiver em dúvida. Levando em consideração todas as dicas que citamos como facilidade de uso, rapidez no carregamento, otimização, design e outras particularidades; confira também os seguintes itens e funcionalidades:

  • Opções extras na configuração do cabeçalho, como permitir opções para redes sociais, pesquisa, dados de contato, etc.
    Incluir todas as opções de redes sociais, ou detectar pela url.
  • Opção para criar menu social, com links personalizados e nofollow.
  • Possibilitar que o menu fique fixo ou sempre visível (sticky).
  • Ofereça opções de tipografia e personalização das fontes.
  • Personalização das imagens de fundo e do cabeçalho.
  • Slider amigável e que possa ser configurado manualmente (textos, botões, links; além das imagens, claro!).
  • Opções para apresentar destaques na Home (sendo que pode ser configurado manualmente).
  • Possibilidade de CTA, com personalização textos e links.
  • Sidebar com pelo menos 300px, de modo que possa exibir banners com os tamanhos mais populares.
  • Oferecer muitas opções de widgets no Footer.
  • Widgets para publicidades (ads), para aqueles que pretendem monetizar o seu blog.
  • Nos posts apresentar botões de compartilhamento nativos do tema.
  • Exibir posts relacionados ao final dos conteúdos.
  • Formatação para iframes e vídeos do YouTube.
  • Apresentar os resultados das pesquisas num layout atrativo e interessante.
  • Padronização correta de tags heading, a começar por apenas uma tag H1 por página.
  • A compatibilidade com Woocommerce (ou pelo menos ser preparado) é um diferencial.

Editores Visuais

Desde a versão 5.0 que o WordPress incluiu como padrão o seu Editor Visual então vale a pena comentar um pouco aqui, não só sobre ele, mas também sobre editores como o Elementor, que vem ganhando um bom destaque entre as desenvolvedoras de temas e os blogueiros.

Não deixa de ser uma ferramenta interessante quando precisar desenvolver páginas mais elaboradas ou com visual mais atrativo. Porém, quando um tema utiliza um editor visual por padrão é importante levar em consideração as questões técnicas, pois pode influenciar. O cenário ideal talvez seja balancear entre o editor normal, para conteúdos simples; e utilizar o editor visual para páginas especiais como landing pages. Veja se é possível funcionar desta forma.

Como última consideração sobre os editores visuais é importante citar que para algumas pessoas, mais leigas, pode ser mais simples para atualização das páginas. Então pode ser interessante quando estiver desenvolvendo para um cliente ou para uma pessoa que precisa de algo simples, para ele mesma atualizar os conteúdos.

Tipos de Tema Que Devem Ser Evitados

Depois de conferir a uma lista super completa do que procurar no momento de escolher o seu tema WordPress, veja alguns pontos que frustram e podem fazer com que você acabe se arrependendo de sua escolha.

Suporte de Baixa Qualidade: enquanto algumas empresas de temas apresentam documentação e demos para qualquer uma das versões (gratuita e paga), outras não prestam nenhum tipo de suporte decente, mesmo que você compre ou faça assinatura.

Excesso de Plugins: temas que demandam uma série de plugins básicos para seu funcionamento podem prejudicar o carregamento das páginas, pois ainda será necessário instalar alguns plugins básicos para WordPress. Então acaba exigindo muito do servidor para fazer tudo funcionar, caindo o desempenho.

Necessidade de Importador: alguns temas, por conta do visual mais elaborado, dependem da importação da versão demo para reproduzir o layout. Isto normalmente significa instalar plugins e conteúdos que vão precisar no mínimo ser editados, sem contar a necessidade de mais um plugin (o próprio importador). É recomendado optar por este tipo de tema somente se não estiver encontrando o que precisa em outros.

Falta de Arquivo de Tradução: é recomendado fazer a tradução de seu tema através do arquivo .pot, mas nem sempre o mesmo está incluído nos arquivos do tema. É possível fazer esse trabalho com a utilização de plugin de tradução (na sua máquina e depois subindo para o servidor), mas se o tema vem sem este tipo de arquivo é um sinal de que a qualidade é questionável.

Incompatível Com Child-Theme: existem temas em que criar um tema filho é tão complicado que chega a desanimar, e outros simplesmente não são compatíveis! E falando em child-theme, alguns temas são child de outro. E acontece que teoricamente (como boa prática) você precisa criar um child. Ou seja, na verdade estaria criando o que podemos chamar de gran-child-theme (ou neto). É bom evitar este tipo de tema também.

Não Inclui Opções Básicas de Páginas: todo tema do WordPress deve contar com algumas opções de modelos de páginas (templates) básicos. Porém nem sempre encontra alguns arquivos básicos. É o caso de temas que forçam você a criar uma página para listagem de posts do blog.

Colcha de Retalhos: alguns temas utilizam diversas páginas para compor a Home, por exemplo. Isto não é interessante, pois acaba precisando criar páginas com conteúdo bem pequeno que vão ser indexadas sem necessidade.

Além destas citações acima ainda existe temas que pecam em questões de SEO como não apresentar as informações básicas do post como categoria, autor e data; além de colocar link para o próprio post no seu título.

Vale a Pena Pagar Por um Tema WordPress?

Como vimos são várias questões a se verificar no momento da escolha, e já que é tão complicado encontrar o tema ideal, será que vale a pena pagar para ter algo mais completo e preparado? Para responder esta pergunta deve levar em consideração seus conhecimentos e sua capacidade de manusear os arquivos, além do custo e dos benefícios que terá ao investir num tema.

Um desenvolvedor com bons conhecimentos de programação e do Codex do WordPress pode realizar todo tipo de customização no layout. Já uma pessoa mais leiga e sem tempo disponível pode ser muito interessante investir num tema pago e evitar a mão de obra.

De qualquer forma, é legal mencionar que é possível encontrar temas gratuitos que vão atender perfeitamente as principais necessidades de projetos em WordPress. Mesmo que esteja disposto a pagar, vale a pena pesquisar em fontes de temas gratuitos.

Concluindo

Para finalizar selecionamos os principais itens deste guia:

  • Design e estilo
  • Opções do tema
  • Tempo de carregamento
  • Questões técnicas
  • SEO
  • Extras
  • O que evitar

Assim como neste post para escolha de tema, você também pode utilizar checklist para publicar o seu blog. O interessante é que encontra os principais itens para realizar desde o planejamento até o compartilhamento de suas publicações. Esta prática ajuda bastante a vida do blogueiro, que precisa lidar com uma série de tarefas para aumentar a visibilidade de seu projeto.

E aí, será que agora consegue escolher o tema ideal para o seu projeto em WordPress? Tomara que sim, mas qualquer coisa é só deixar o seu comentário e discutir com a gente sobre o assunto, compartilhando sua experiência e dicas, claro.

Depois que instalar o seu tema WordPress confira algumas dicas de otimização de sites (SEO) aqui no Social Ninja, pois pode lhe ajudar também.

Talvez Você Goste

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *