Temas Para WordPress: 14 Dicas Para Escolher Seu Tema WordPress

Temas Para Wordpress: 14 Dicas Para Escolher Seu Tema Wordpress

Independente da finalidade, saber escolher um tema WordPress pode ajudar bastante posteriormente, especialmente quando precisar realizar manutenções e mudanças. Muitos ainda acreditam que o que diferencia um tema de outro é apenas o visual, mas existe uma série de itens que precisam ser verificados no momento de fazer a sua escolha. Além de pensar nos seus usuários e nos buscadores (como o Google) deve conferir alguns itens e funcionalidades que irão lhe ajudar no gerenciamento de seu blog ou site.

Personal Trainer: Faça Você o Seu Marketing Digital

Antes de começar é legal avisar que não existirá o tema perfeito, mas que é possível evitar alguns erros e dores de cabeça no momento de escolher o seu tema WordPress.

Design e Estilo do Tema

1. Imagens

Os tamanhos padrões das imagens destaque e thumbnails contam bastante no momento de escolher um tema, pois fazem diferença no momento de encontrar fotos em banco de imagens e quando precisar produzir imagens para suas postagens. Cada tema utiliza uma configuração e o recomendado é procurar por um tema que tenha um padrão mais amigável.

2. Slides

Um tema com slides pode ser interessante, especialmente quando deseja criar um site com fins mais corporativos ou institucionais. Porém, esta funcionalidade pode gerar algumas dores de cabeça como utilizar imagens em alta resolução ou então não ser amigável no momento de configurar ou desativar.

Fique atento e faça alguns testes para saber se é possível configurar como você deseja. Outro ponto é a visualização em smartphones e tablets, que normalmente sofrem com conexões lentas para acessar a internet, passando por problemas no momento de carregar páginas com muitas imagens.

3. Links

Alguns desenvolvedores simplesmente não diferenciam seus links do restante do texto e os mesmos acabam ficando invisíveis. Se num desktop isto já pode ser inconveniente, imagina em telas de dispositivos móveis. Não deixe de conferir os estilos de seus links (CSS) em todas as situações, especialmente em telas com pequena resolução.

4. Layout Responsivo

Atualmente todos os temas são responsivos e estão preparados para dispositivos móveis, mas vale reforçar como isto é importante. Teste a visualização de seu site em smartphones, tablets e outros dispositivos móveis e veja se não tem nenhum tipo de problema para navegar. Não deixe de analisar a configuração do menu e sidebar, pois podem mudar bastante em resoluções menores.

5. Sidebar

A maioria dos temas conta apenas com uma barra lateral padrão (normalmente à direita). Mas pode ser interessante ter mais opções ou posições, portanto confira as configurações de sidebar de seu tema. Além disso, analise o espaço para publicidade e widgets, itens importantes quando precisar monetizar seu blog.

6. Opções do Tema

No painel administrativo confira se é possível trocar cores, estilo dos links, incluir perfis de redes sociais, adicionar CSS extra ou customizado, configurar o estilo das fontes, entre outros pontos que achar necessário. A ideia é saber se o tema que está escolhendo é flexível e você pode fazer diversas modificações facilmente, sem precisar alterar o código do mesmo.

7. Templates

É muito importante que verifique como o conteúdo é apresentado nas diversas opções: página inicial, post (single), resultado da busca, página de erro (404) e demais páginas personalizadas. É normal o desenvolvedor do tema criar páginas especiais sem sidebar (full-width) ou então com configurações especiais (formulários de contato). Enfim, dê uma conferida geral, lembrando-se de analisar o acesso feito pelos dispositivos móveis.

Questões Técnicas

8. Tradução

É normal encontrar um tema que ainda não está traduzido para o português. A boa notícia é que a tradução é bem simples e você mesmo pode fazer, não sendo este um motivo para reprovar uma escolha. No caso de não saber como, confira como traduzir um tema WordPress e faça a tradução do seu.

9. Tempo de Carregamento

O desempenho de suas páginas no momento de carregar é tão importante que pode influenciar o seu posicionamento nos buscadores. Citamos a questão dos slides anteriormente e este é um dos itens que podem prejudicar o carregamento. Então não deixe de checar se o tempo de carregamento de suas páginas.

Para que tenha uma ideia, confira abaixo um comparativo de um tema WordPress com e sem slides num teste feito a ferramenta GTMetrix.

10. Plugins

É compreensível que um plugin não seja compatível com o seu tema ou sua versão do WordPress. Porém, quando o seu tema necessita de uma série de plugins para funcionar é bom evitar. Isto é muito comum em temas estilo magazines, pois normalmente contam com diversos widgets para exibição de conteúdos multimídia. É indicado utilizar estes temas somente se realmente precisar destas funcionalidades para apresentar os seus conteúdos.

11. Widgets

Confira se o tema oferece widgets nativos e como os mesmos são dispostos no layout, pois isto pode ajudar a ganhar tempo e facilitar o gerenciamento do blog ou site. Citamos a questão da monetização e muitos temas oferecem widgets para inserir banners facilmente, inclusive o código do Google Adsense.

12. Páginas de Erro (404)

O tema deve ter uma página de erro e a mesma precisa ser amigável, para seus usuários e os buscadores. É legal avisar que o link acessado está incorreto ou foi removido. Se puder personalizar o conteúdo melhor ainda.

13. SEO: Search Engine Optimization

O tema deve estar otimizado ao máximo para os motores de busca. E o primeiro passo para saber se o mesmo está preparado para SEO é validando o código HTML. Existem plugins e sites para esta finalidade e depois de instalado pode executar e analisar se o tema apresenta erros de validação.

Claro que existem plugins de SEO para WordPress, mas com certeza não fazem todo o trabalho necessário. É recomendado estudar um pouco de otimização de sites, pois as técnicas aumentam a visibilidade de seu blog.

14. Extras

Depois de falar dos itens essenciais vamos listar algumas opções que podem lhe ajudar a decidir por um tema quando estiver em dúvida. Levando em consideração todas as dicas que citamos como facilidade de uso, rapidez no carregamento, otimização, design e outras particularidades; confira também os seguintes itens e funcionalidades:

  • Imagem de fundo
  • Imagem de cabeçalho
  • Posts relacionados
  • Área de destaque e botão de ação
  • Informações do autor nos posts
  • Formato da data nos posts

Vale a Pena Pagar Por um Tema WordPress?

Como dito no início não existe tema de WordPress perfeito, mas será que vale a pena pagar para ter algo mais completo e preparado? Para responder esta pergunta deve avaliar os seus conhecimentos e até que ponto podem lhe ajudar no momento de manusear o seu tema. Por exemplo, para um desenvolvedor pode ser bobeira comprar um tema, mas para alguém que não entende nada de codificação e se assustou com a questão de tradução dos arquivos, pode ser interessante, pois terá suporte e algumas funcionalidades extras nativas no tema.

Que existem temas gratuitos com ótimas funcionalidades e que atendem muito bem as principais necessidades isto é certo. De qualquer forma, dependendo do valor e as características desejadas pode ser interessante desembolsar na compra de um tema.

Concluindo

Para finalizar selecionamos os principais itens deste guia:

  • Design e estilo
  • Opções do tema
  • Tempo de carregamento
  • Questões técnicas
  • SEO
  • Extras

Assim como neste post para escolha de tema, você também pode utilizar checklist para publicar o seu blog. O interessante é que encontra os principais itens para realizar desde o planejamento até o compartilhamento de suas publicações. Esta prática ajuda bastante a vida do blogueiro, que precisa lidar com uma série de tarefas para aumentar a visibilidade de seu projeto.

Temas Para WordPress: 14 Dicas Para Escolher Seu Tema WordPress
5 (100%) 1 voto

COMO GANHAR SEGUIDORES TODOS OS DIAS NO INSTAGRAM

BAIXE NOSSO E-BOOK GRATUITO!

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*