Como Instalar Google Analytics no WordPress (ou Sites em PHP) Sem Plugins

Como Instalar Google Analytics no Wordpress (ou Sites em PHP) Sem Plugins
Como Instalar Google Analytics no WordPress (ou Sites em PHP) Sem Plugins
5 (100%) 1 voto

Quem utiliza o WordPress como plataforma sabe como os plugins são úteis e facilitam bastante o trabalho de quem precisa gerenciar um blog ou site. Principalmente pela facilidade para encontrar, instalar e configurar através do painel administrativo. O problema desta comodidade é que acabamos utilizando plugins para tudo e depois de algum tempo isto pode atrapalhar o desempenho do site. Portanto, sempre que for uma configuração simples é mais interessante incluir manualmente do que através de plugins. Para que possa comprovar, vamos mostrar como você mesmo pode instalar o código de acompanhamento do Google Analytics no WordPress.

Personal Trainer: Faça Você o Seu Marketing Digital

No caso de quem possui um site em PHP, esta instalação é recomendada, pois precisará apenas de um arquivo com o código de acompanhamento que ficará em seu servidor, e depois fazer a chamada para este arquivo em suas páginas. Como veremos isto irá lhe poupar muito trabalho quando atualizar seus arquivos, entre outras coisas.

Porque Evitar Plugins no WordPress

A utilização de diversos plugins no WordPress pode prejudicar o desempenho do site e causar lentidão no carregamento das páginas. Isto normalmente acontece porque alguns plugins precisam instalar complementos e utilizar de seu banco de dados. Além disso, é preciso sempre estar atento e mantendo seu blog com a versão mais recente do plugin. E com estas atualizações pode ter problemas de compatibilidade ou conflito entre plugins. Portanto, se puder evitar é sempre bom, principalmente para tarefas simples como instalar o código de acompanhamento do Google Analytics.

Vantagens de Implementar Manualmente

No WordPress é preciso configurar o código do Google Analytics em apenas um arquivo (header.php), não justificando o uso de plugins, pois é muito simples e rápido. E quem gerencia sites em PHP com vários arquivos deve sempre procurar maneiras de evitar retrabalhos desnecessários. É o caso de criar chamadas (includes) para os itens que são comuns em todas as páginas (cabeçalhos, rodapé, menus, etc.). Inclusive, no caso do Google Analytics é importante configurar desta forma, pois reduz a possibilidade de algum arquivo ser publicado sem o código de acompanhamento.

É comum num ambiente de trabalho que várias pessoas trabalhem nos mesmos arquivos, normalmente através de repositórios. Quando configura seus arquivos desta forma, reduz as chances de o código ser duplicado, entre outros problemas. Enfim, é algo a menos para se preocupar!

E ainda existe a necessidade de utilizar um código de acompanhamento com modificações, situação muito comum em sites de comércio eletrônico, por exemplo. Com certeza seria penoso, além de delicado, realizar pequenas alterações em diversos arquivos, ao invés de precisar alterar apenas um!

Útil na Versão de Testes

É sempre recomendado que tenha uma versão de seu blog ou site para fazer testes antes de publicar suas alterações. Ao implementar desta forma pode simplesmente comentar o código do Google Analytics no ambiente de testes. Desta forma, terá estatísticas muito mais precisas e originadas principalmente por seus visitantes de verdade, pois não irá coletar dados ou estatísticas enquanto fazia alterações e realizava testes.

Organização de Suas Métricas

É muito comum que uma empresa crie propriedades dentro do Google Analytics com códigos de acompanhamento independentes para site e blog, por exemplo. A intenção é distinguir as métricas e estatísticas, facilitando a leitura e análise posteriores. Inserindo o código conforme iremos ilustrar, reduzirá as chances de problemas por estar manuseando mais de um código, ambientes de teste, etc.

Se acreditar que não faz diferença é porque não utiliza o Google Analytics como deveria, pois não está preocupado com uma série de métricas e KPIs que podem ser importantes para seu sucesso.

Inserindo o Código de Acompanhamento Com PHP

Com seu editor preferido crie um arquivo PHP para incluir o código (por exemplo, analytics.php).

Crie uma pasta ‘includes’ (no caso de não existir) em seu servidor.

Faça a chamada deste arquivo através de um include e insira antes do fechamento da tag ‘head’ dos arquivos ou páginas que deseja acompanhar no Google Analytics.

No WordPress, como já dissemos, basta incluir esta chamada no arquivo header.php.

Veja o exemplo na imagem abaixo:

Como Configurar o Google Analytics

Para testar, atualize o arquivo do Analytics apenas deixando uma linha de comentário. Se estiver Ok, quando exibir o código fonte de suas páginas (Ctrl + F) irá visualizar conforme a próxima imagem.

Como Configurar o Google Analytics

Uma vez que estiver funcionando, basta atualizar o arquivo com o seu código de acompanhamento do Google Analytics e subir para produção. Não se esquecendo de atualizar todas as suas páginas com a chamada do include e subir também.

Com o arquivo pronto e funcionando em produção basta utilizar o arquivo comentado no ambiente de testes.

Como pode ver é um trabalho simples de se fazer no WordPress, portanto, não justifica utilizar plugins. E em outros tipos de sites em PHP é uma boa prática, sendo recomendada a implementação desta maneira.

Segue as melhores práticas para manter o seu blog? Se quiser pode conferir um checklist de itens para checar no seu blog. É sempre útil este tipo de prática, pois evita de esquecer algo importante para um melhor desempenho. E o interessante é que trabalha desde o planejamento até a divulgação de suas postagens.

COMO GANHAR SEGUIDORES TODOS OS DIAS NO INSTAGRAM

BAIXE NOSSO E-BOOK GRATUITO!

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*